03/09/2009

Compota de evocações

*
Photobucket
*


Compota de evocações

Os figos fervilham na marmita, no início da maturação da compota.
Da espuma doce e dourada evola-se um vapor aromatizado pela fruta da minha infância.
Subitamente, sinto-me acariciada pelo calor terno das tardes daqueles fins de Setembro, sentada com as outras crianças da família junto ao tanque do pomar.
As nozes eram novas, ainda tenras, de um louro claro; o mel pingava dos figos; alguém trazia da vila pão fresco; « sabe ao casar », diziam. Sabedoria popular, misteriosa para nós, mas inocentemente repetida.
Sabe ao casar...
O tempo, no seu caminhar incansável, come o corpo jovem, esquece-lhe os movimentos ágeis e sábios. Mas, pela magia da cor e do perfume, revive em mim a magia da vida aprendida na idade da inocência; arrasta consigo a tranquilidade que minha alma chamava.
Não voltei a ser criança, nem isso era desejável.
Recordei tão somente que o fui.
E sei que soube ser feliz.
***
texto: ( em outros setembros ) fernanda s.m.
foto: augusto mota.

6 comentários:

rendadebilros disse...

Setembro traz assim às almas uma revisitação a momentos passados onde fomos felizes sem outras preocupações e cuidados que a vivência desses tempos... po isso nos aparece como o paraíso...
beijos.

gabriela rocha martins disse...

irresistível este regresso ao post irresistível esta compta
irresistíveis as palavras

porque os Setembros se encarregam de nos lembrar


que fomos e ( à nossa maneira ) somos felizes



.
um beijo ,Amiga

Aaoiue disse...

Cuando como higos o brevas me parece estar comiendo lo que comen los pájaros y me evoca los rumores de las hojas, el principio del otoño, las mieles del amor.
Ay, qué bonito, todo. Por eso, solo por no traicionar el recuerdo (parafraseando a Pessoa, para quien el recuerdo era una traición a la naturaleza, ¿verdad?), deberíamos seguir siendo felices.

maré disse...

a intrínseca memória que se cola de sabores
.

resina que os Setembros guardam


_____
Um beijo Fernanda

Graça Magalhães disse...

gostei muito. Por isso eu voltaria a ser criança para sentir duass vezes as mesmas coisas de forma mais sublime.Gostei muito.Um abraço, Graça Magalhaes

fernanda s.m. disse...

Alex, talvez seja por isso que eu gosto muito de setembro e da sua doçura.
Gabriela irrequieta, minha amiga, pelos setembros nos entendemos..
Marta, estamos chegando a "las mieles del amor", por supoesto,siguiemos siendo felices.
Achei adorável "Las xoubiñas" que publicou ontem !
Maré,pois viagemos coladas neste setembro com memórias felizes, pois elas são o que fomos...
Graça, fico feliz por ter gostado.

Beijos amigos para todas.