27/08/2009

Em casulo me transformei

*




Casulo tecido de memórias
eu sou.

Sou
os rios que passámos,
as músicas que cantámos.

Sou

as casas que habitámos,
as conversas que falámos.

A lembrança sou
do Amor que já não é,
mas vivo o sinto.
Da presença que partiu
mas o sentir deixou.

E sei ** sim **sei
que a vida nada mais é
que sonho enredado
de memórias vividas
.


*****
texto e foto: fernanda s.m.

3 comentários:

Anónimo disse...

A vida assim o é !
Estamos de vida !
Um abraço amigo !
____ JRmarto

gabriela rocha martins disse...

em memória das memórias.....



.
um beijo

Rosário Varela disse...

Os meus sentimentos confundem-se com os teus...são tão iguais...apesar das razões que os fizeram nascer serem tão diferentes.
Gostava de me exprimir assim!
Um beijo

Rosário