01/05/2008

E em Silves aconteceu...




............................................ arrasto


chegam as palavras

lançado o arrasto
ao mar
prende.se no horizonte
dos barcos
suspensos
nas marés


há silêncios
amargados
no cais

partem os poemas

***
poema de gabriela rocha martins - in nas margens da poesia - antologia da III Bienal de Silves - 2008

3 comentários:

gabriela r martins disse...

depois de alguns dias de ausência
intensa mente vividos

o regresso tardou

mas voltei

devagar

para lhe agradecer


para a guardar

no todo


tinha saudade
de vós

apesar dos outros rios
igual mente

belos

onde mergulhei e de onde me "pescou"

agora


.
um beijo

hora tardia disse...

a Raínha!!!!!!


.





(implicativa. ela. tb)
terna. compulsiva.

e saio. antes que chovam cantosdemedesdizer.


beijooooooooooooooo.

fernanda s.m. disse...

Pois eu, acabada de emergir de outras águas ( estagnadas, estas...) fico felicíssima por encontrar, à tona, estas duas Amigas, fescas e enérgicas que me contagiam.
E, nesta madrugada, de corpo e alma lavados pela chuva nocturna, encontro raio promissor de manhã solarenga, numa cidade ainda adormecida. E a vós duas agradeço o incentivo para continuar, vencendo fadiga interior... Afinal, a estrela da madrugada encontrou o sol !