03/10/2010

Respirar

*





RESPIRAR

Deita a cabeça no meu ombro,
dá-me
as tuas mãos, fecha
os olhos.


Depois
canta baixinho
as canções que ambos sabemos.


And be still, my love
que não te faço mal,
que não te peço muito
nem te direi as palavras tristes.




Soledade Santos

3 comentários:

dade amorim disse...

Partilho com você a admiração por Soledade. Tenho gostado sempre de tudo que ela escreve.

Seu comentário lá no Inscrições me emocionou. Você é sempre muito bem-vinda.

Um beijo, Fernanda.

estrelas e galáxias disse...

Uma bela e comovente escolha.

Um beijo,

maria azenha

Anónimo disse...

Belo poema da sua amiga Soledade.
Mas também gosto da sua foto de Outono
Rosa