12/10/2010

SONETO

*



... e poetisa !


Campos do meu Algarve esplendoroso,
Tão longe!... que eu vos veja, recordando
Noivais amendoeiras branqueando,
Sob um céu de safira luminoso...


E os figueirais que o sol beija, radioso,
Seus frutos dulçorosos ofertando...
Alfarrobeiras tristes segredando
Às filhas, morenitas, em repouso...


Mar soberbo das costas algarvias!
Como eu evoco as longas travessias
Dos que tornaram grande Portugal!


Meu Algarve das moiras encantadas...
País de sonho... terra de baladas
Em que Deus pôs uma alma sem igual!

Maria Veleda



Mar do Algarve - foto de fernanda s.m.

3 comentários:

gabriela r martins disse...

também há MULHERES por aqui.....



.
um beijo Amigo/Amiga

Helena disse...

O Poema é fabuloso!
A Zé deve sentir -se muito emocionada e orgulhosa!
A tua foto está lindíssima
Beijinho lenita

Anónimo disse...

Fernanda, agradeço-te a divulgação da poesia da minha bisavó.
Em breve envio mais poemas.
Bj