18/12/2008

Natal

*

Photobucket

DÉCIMAS


Mote:

O Natal da minha esperança
Não tem dia, não tem mês:
Quando nasce uma criança,
Vai ser Natal outra vez.

1.

O mundo rola indiferente
Às dores da humanidade,
É grande a necessidade
Que aflige tanta gente –
Contra o destino inclemente,
Meu coração não descansa,
E dou voltas à cabeça
Para que um dia aconteça
O Natal da minha esperança.

2.

Este sonho de menino
Nasceu comigo, eu creio;
Minha mãe dava-me o seio,
Era eu então pequenino –
E seguindo o meu destino,
Uma, duas vezes, três,
Bradei ao mundo: “Não vês
Que outro Natal eu queria?”
Porque esta minha alegria
Não tem dia, não tem mês.

3.


Vivo entre gente amiga,
E outra que mal conheço;
A todos dou grande apreço,
E na verdade se diga
Que só o amor me obriga
A erguer minha lança:
Ele me dá a confiança
Pra gritar a todo o povo
Que surge um mundo novo,
Quando nasce uma criança.

4.


A noite em que nasce Cristo
Trouxe promessas ao mundo
E o sentimento profundo
De que ele era benquisto –
Mas eu agora insisto,
Sou atrevido, talvez;
Mas se tu também crês
Que o milagre se renova,
Nasce um menino, é a prova:
Vai ser Natal outra vez.

____
António Simões
Estremoz, Dez., 2004

foto: fernanda s.m.

7 comentários:

soledade disse...

Que belo "postal" de Natal, Fernanda! A toada de rimance do poema, a ilustração (um marcador em ponto-de-cruz?)e essa verdade que nos aquece, apesar de tanta angústia e contrariedade:

«Que surge um mundo novo,
Quando nasce uma criança.»

Que venha em boa hora!

Um beijinho, Boas Festas!

fernanda s.m. disse...

Todos nós, afinal, precisamos de alguma esperança, de renovar a crença no Homem para não nos perdermos no mar de angústia e de injustiça, não é ? Gosto muito deste "rimance", como lhe chamou, do António Simões e a ilustração não é, ainda, um marcador. É a foto de um dos meus presépios alentejanos que manipulei para lhe dar o efeito de trabalho manual antigo...
Um beijo de esperança nas "novidades" deste Natal.

Maria Toscano disse...

Boas Festas com mais esta Beleza! Votos de Paz para o exigente 2009 que se aproxima. Obrigada! mt

Adriana disse...

a esperaça de que o natal não tenha mês...em 2009 te desejo um eterno renascer.

fernanda s.m. disse...

Um grande abraço para todos os Amigos que me visitaram aqui durante a minha ausência e que deixaram bons votos. Natal já passou. Agora que o ano que se aproxima e anuncia difícil, nos traga saúde e força para encararmos as contrariedades com alma de Humanistas.

Anónimo disse...

belíssimo, amiga.

desejos de um ano bom.


beijinhos, maria azenha

isabel mendes ferreira disse...

obrigada....


e ainda vou a tempo de desejar Bom ano?????



.


beijo.